Mercado Xique Blog

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Diário sobre duas rodas: o começo de tudo!

Eu juro que tento misturar o mínimo possível da minha vida pessoal da Isabele blogueira que fala aqui pra vocês. Mas como tudo na minha vida, nunca consegui fazer isso. Cada post que escrevo, cada texto que penso e cada imagem que acho pensando no blog sempre estão ligados às coisas que me movem e que tenho curiosidade de enocntrar naquele momento da vida. 

Falando em momento da vida... Digo com toda certeza que estou passando por uma das fases mais malucas e eloquentes da minha em relação a tudo: família, profissão, coração, razão, escolhas, coisas simples ou tudoaomesmotempoagora. Acho que a última opção sempre cabe melhor à essa Isabele que prefere tudo junto e misturado, sempre.
Uma das coisas que estão fazendo parte dessa mudança toda é a bicicleta. Só fui aprender a andar lá pros meus 11 anos, quando ganhei uma dos meus pais e devo ter passado um ano andando de rodinhas até abandoná-la pelo primeiro namorado, que me parecia bem mais estimulante à curiosidade da minha  pré-adolescência precoce. Depois disso, nem quis mais saber da magrela. 

Namorei lá meus 4 meses, depois mais quase 8 anos e "hoje", aos 20 anos eis que entro no Facebook viciante pra conversar com um grande amigo numa madrugada, que sempre rende boas conversas de amanhecer o dia. Dia amanhecido e almoçado, peguei o carro da irmã, os duzentos reais em dinheiro que tinham sobrado da viagem à São Paulo e corri no lugar indicado pelo amigo. Lá saio eu toda arrumada de saltão e tudo no meio do supermercado com a mais nova companheira magrela do lado coincidentemente na mesma cor daquela de uns 9 anos atrás. 

Hoje tento pedalar o máximo que posso e criei uma paixão muito doida por esse mundo... é apaixonante, sério. Uns dizem que a bike é minha nova "namorada", que foi uma válvula de escape que encontrei pra enfrentar o momento, que é isso mesmo que tenho que fazer, que eu tô ficando doida... mas o que importa mesmo é que me faz bem. Então decidi dar umas dicas pra quem já está ou tem curiosidade de mergulhar nesse mundo  nem tão paralelo assim. Anota aí:



Peça ajuda aos amigos: sempre tem alguém que tem uma bike, que quer companhia pra pedalar ou que simplesmente pode começar junto com você nessa jornada. No meu caso tive a sorte do amigo ter "aparecido" nessa doideira toda, me reensinado a andar e me acompanhar nas bicicletadas semanais, que sejam rápidas ou durem um domingo inteiro (e lindo) no parque.    

Compre a bike: procure uma bem baratinha. Às vezes até vale a pena achar alguém que queria vender uma usada. Comprei a minha por R$199 lá no Extra daqui de Aracaju e dá bem, bem mesmo pro gasto! Depois ganhei de presente umas boas equipadas nela, coisa que você pode ir fazendo aos pouquinhos, sem pressa. 

Foto de Mikael Colville-Andersen, do blog Cycle Chic. Chique mesmo, né? 


Leia mais sobre o assunto: não tem jeito, mesmo que não queira vai começar a enxergar bicicleta em tudo! Hoje ando pela cidade e ficando louca ou não, vejo o dobro de pessoas bicicletando. Entro na internet e não consigo ler outra coisa senão mobilidade urbana e novas alternativas.



Nas minhas andanças acabei encontrando o livro que me acompanha nesses dias doidos e mais do que indico: Diários de bicicleta, de David Byrne. O cara é conhecido como um "multiartista" (me encantei aí) que viaja muito e sempre andou de bicicleta onde mora, em Nova York. Mas ficava sempre com uma pulguinha atrás da orelha por não poder, nas andanças pelo mundo à trabalho ou não, estar em cima da bike. Pra solucionar o problema comprou uma bicicleta dobrável que leva pra todo canto do mundo. É daí que consegue falar como exerga o mundo em cima de uma bike de Berlim à Buenos Aires seja na sua Arquitetura ou no vestuário. 

Outra boa dica é visitar alguns sites e blogs cheios de coisas e bons textos ciclísticos, digamos: 
No site da revista Trip (tô vicidada nele), vale a pena ler: Engarrafamento à Escandinava, Vai de bike?, sobre o David Byrne que falei do livro (comprei o livro depois de ler essa matéria) e sair clicando nas reportagens relacionadas. Dá pra passar um dia inteiro com o bumbum na cadeira lendo. 

Um boa também é entrar no blog do fotógrafo Mikael Colville-Andersen, criador do termo Cycle Chic, pioneiro em fotografar pessoas acompanhadas das suas magrelas-amigas. O legal é ver como as pessoas no mundo inteiro utilizam essa coisinha como meio de transporte diário e que terno + bike pra ir ao trabalho combinam mais do que imaginamos. No Brasil, o Cycle Chic já tem suas boas "franquias" como é o caso de do Curitiba Cycle Chic, que não fica só nas fotos e dá uma boa andanda pelo mundo sobre duas rodas.


  No mais, fico aqui dando as minhas boas bicicletadas, acompanhada ou não, pra onde quer que seja vendo o mundo andar numa velocidade diferente de qualquer outra sensação que já tenha sentido na vida. Fico também na busca curiosa (e eloquente, sempre) por mais soluções urbanas, por pensar a cidade, por tentar entender e por perceber que o mais simples sempre prevalece como mais gostoso. 

Fico aqui esperando as dicas de vocês, a opinião de quem já namora com a bike ou de quem tem vontade. 
Um beijo especial para Alan Adi, o amigo que me reensinou a ver o mundo nessa tal velocidade,
Bele.

Podem mandar pro isabele@xiquexiqueblog.com ou então bombardear lá no twitter do blog: @xiquexiqueblog

3 comentários:

  1. Bele, seja bem-vinda a esse mundo lindo e maravilhoso da bicicleta. Minha CIBIcletinha é minha companheira pro trabalho, pro shopping e vários lugares. E o bom é que podemos aliar bicicleta e moda (é o movimento cycle chic). Outros sites:
    http://bicicletadaaracaju.blogspot.com/
    http://aracajucyclechic.blogspot.com/
    http://minhavidaeco-chic.blogspot.com/
    Vamos marcar uma Bicicletada Cycle Chic!
    Passa lá no Abalando pra conhecer minha CIBIcletinha: http://www.abalandonamoda.com.br/search/label/Bicicleta%20bike%20cyclechic?max-results=5

    ResponderExcluir
  2. Amei esse post,sempre achei legal andar de bicicleta,é tão bom.Valeu pela dica.

    ResponderExcluir

Vitrine

Mercado Xique Blog

www.mercadoxiqueblog.com | Copyright - Todos os direitos reservados | All rights reserved