Mercado Xique Blog

terça-feira, 1 de maio de 2012

A casa de Marcelo Rosenbaum: quarto dos guris

Mal sabe ele, mas foi um dos desconhecidos que me fizeram estudar Arquitetura e Urbanismo. Parece uma bocózagem completa e vocês podem até me achar muito doida, mas eu decidi o curso, dentre outras coisas e insanidades boas, por causa do cara que resolveu colocar cor na casa num programa de TV.

Ele mesmo. Marcelo Rosenbaum, aquele arquiteto pop do Lar Doce Lar (alô Caldeirão do Huck!), fofo, pai de família, que muda a casa de uns sortudos pelo Brasil, que tem um escritório massa de design, que faz coisas com brasilidade, com vontade de mudar o mundo, como é o projeto A gente transforma. E eu não teria motivos pra quere entrar nesse mundo?

Pois é, foi quando vi no The Selby, site gringo de decoração que mostra várias fotos de casas legais pelo mundo à fora, a casa do Rosenbaum. E o filho da mãe, quando eu penso que vai me decepcionar, pimba! Me deixa mais fã do conjunto completo da conjuntura da pessoa-arquitetura-estilo-de-vida. Ai, ai. Decidi então dividir com vocês o que tá por lá, com os comentários de uma quase arquiteta. 

Como era muita coisa, decidi mostrar aos poucos, em doses homeopáticas. A casa tem cara de casa. Prometi pra mim mesma que iria projetar casas com esse propósito e que seria fiel aos meus conceitos malucos. Me ajudem nisso, porque o mundo não tá fácil pra quem precisa aliar dinheiro e profissão (que envolva criação, principalmente), viu...Primeiro os quartos dos dois filhinhos, um casal.

O quarto da menina tem tudo ao mesmo tempo agora num mesmo canto. Bem cara de criança, cheio de referências. A cama, o criado mudo, o banquinho e a penteadeira tem estilo provençal com cara pop depois de uma boa pintura em lilás, roxo, rosa... 





 A parede tá cheia de adesivos, de pratos pintados, quadrinhos. Sem falar no que tem de penduricalho no lustre e até bandeirola. Tem boneca pra tudo que é canto, de Barbie à boneca de pano. Olha ela aí embaixo se arrumando na escrivaninha, que menina nunca quis uma dessas?





 Achei lindo esse papelzinho, bem como eu fazia, não com viagens à Disney, rsrs, mas com o espetáculo de balé no final do ano. Contava dos dias num papel e grudava na parede, na agenda, no guarda-roupa. Uma mistura de ansiedade, de guardar energia boa pra um sonho. Num tem coisa mais criança do que isso.







O quarto do guri também tem a linha do tudoaomesmotempoagora: brincar, dormir, estudar, desenhar e tudo junto, ao mesmo tempo. Tem prateleira que não acaba mais pra guardar os milhões de bonecos. Prateleiras altas e uma bem amarelona, mas sem deixar de lado um item essencial em quarto de criança: armário fechado, bem discreto à ponto de ninguém sentir curiosidade de abrir e tomar um susto com a bangunça.




O que fiquei louca foi com essa cama! Sempre fui menininho e sempre dormi no "andar" de cima da beliche, logo, sempre sonhei em ter exatamente essa cama: com uma escada pra subir de um jeito diferente, uma grade divertida (essa ideia da cobra foi uma coisa linda, ave) e espaço compartimentado pra guardar baguncinha. Sem falar no detalhe do galho que sustenta a cama, vê aí na diagonal esquerda, ó!







 Num dá vontade de conquistar o mundo todo com uma imagem dessa grudada em casa?

Curtiram? Já tô pensando nos quartos dos meus dez filhinhos que vem por aí... hehe
Beijos arquitetônicos, Bele.

@xiquexiqueblog

Um comentário:

  1. eu simplesmente ameeeei os quartos, principalmente o da menina *-*, muito criativo e cheio de personalidade.

    http://www.dicasoportunas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Vitrine

Mercado Xique Blog

www.mercadoxiqueblog.com | Copyright - Todos os direitos reservados | All rights reserved

Join Us