Mercado Xique Blog

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Escrever feito tatuagem...


 Eu sempre acho que a gente vive na eterna tentativa de querer ser alguma coisa. E tudo gira em torno disso. Não dá certo eu inventar de tentar encontrar uma religião, uma filosofia de vida... lá vai palestra em centro espírita, passagens secretas na igreja pra sentir a energia e livros com os ensinamentos budistas. Não desisto não, por mais que no fim das contas eu não escolha nenhuma, vou, no mínimo, me conhecer um tiquinho mais. O problema é que eu fico pensando demais. Sou uma pensadora profissional... penso besteira, penso na vida, nas pessoas, penso, penso, penso... e adoro fazer isso!

O problema é que penso demais e tenho muita vontade de colocar uns tantinhos desse pensamento todo pra fora...  E é aí que saem os textos, as postagens aqui no blog, o jeito que me visto, a foto que eu tiro... e as tatuagens. Eu ainda não encontrei uma tentativa tão declarada de mostrar o que tem dentro da caixola do que uma tatuagem. É a forma mais bruta dessa coisa toda que tô falando, mais declarada... Mesmo que você mude de ideia, que esqueça essa coisa que decidiu declarar/tatuar, já era. Falou e pronto. Tipo leite derramado, palavra dita. Tatuagem é assim.



 E é bonito isso, né? A vida é tão tatuagem... E não vou mentir que adoro sentir isso. Esse tom agridoce da vida. Foi então que decidi fazer a minha, e aí decidi mostrar umas fotos que andam me ajudando a tomar corajem. Vai ser uma palavra bem especial pra mim, do jeitinho que tá nessas imagens aí... com letra preguiçosa, como dizia um amigo meu, e num lugar como esses aí...


 





E por aí? Alguém tem tatuagem?
Bele.

3 comentários:

  1. Bele, penso assim sobre tatoo tbem. Fiz a minha aos 17 anos. Duas palavrinhas: live forever. Uma música que amava e uma vontade de deixar uma marca eterna no mundo... Minha cabeça mudou muito de lá pra cá, mas sempre olho pra minha tatoo tenho boas lembranças. Ela consegue me transportar sempre para um lugar bom dentro de mim. Fica mais ou menos no lugar dessa da terceira foto... amei o post.

    Bjinhos

    Marcinha

    ResponderExcluir
  2. Bele, eu tenho (acho que vc já viu né??) a do pé "Pai e Mãe, ouro de mina" foi, obviamente pros meus pais, mas a primento que fiz foi a estrelinha nas costas na altura do ombro....
    Há uns 2 anos quase tô ensaiando a terceira, a palavra Irmãs em francês, e faria junto com minhas 2 irmãs (somos muitoooo ligadas) mas ando tão sem coragem rsrsrsrs

    Amei o post, amei as idéias e amei as tatuagens! Quando tiver certeza, se jogue!!

    beijossssssssss

    Aninha

    ResponderExcluir
  3. eu tinha muita dúvida em fazer tatuagem ou não, medo de arrependimento e outras coisas. mas, foi fazendo uma coisa q amo muito na vida que finalmente me decidi, por mais incrível q pareça, foi através da pesquisa acadêmica que minhas dúvidas se extinguiram. mais especificamente, foi com um texto sobre processos irreversíveis que eu me dei conta q a vida é irreversível, assim como o leite derramado q vc cita no post. e por mais q a gente mude de idéias e opiniões, as antigas não somem como num passe de mágica, vivemos acúmulos tbm irreversíveis. foi por não querer fugir disso, por não querer renegar minha bagagem de imperfeições com meus erros e acertos q fiz minha tatoo. tenho muito orgulho dela e de tudo q ela representa p mim! parabéns pela sua tbm, seja lá o q ela represente, tenho certeza q é tão importante quanto a minha é pra mim!

    ResponderExcluir

Vitrine

Mercado Xique Blog

www.mercadoxiqueblog.com | Copyright - Todos os direitos reservados | All rights reserved

Join Us