Mercado Xique Blog

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Arquitetura efêmera e outros papos

É uma delícia conversar com gente diferente que gosta de um monte de coisa que você gosta, né? Foi assim com Luciano Vasconvelos. A gente se batia várias vezes na faculdade (ele é alguns períodos à frente) e sempre ficava do lado de cá achando massa os trabalhos e o jeitinho que ele via a Arquitetura... Hoje ele é Arquiteto e Urbanista e tem feito vários trabalhos bem legais na cidade. Posso chamar pro papo?



Bele: Queria saber de você como foram os primeiros trabalhos, se rolou ainda quando tava na faculdade... como aconteceu? 
Luciano: Os primeiros trabalhos surgiram depois de formado, durante a academia a dedicação era exclusiva aos estudos e ao estágio, não pensava em atuar durante a faculdade... pensava em me preparar para o mercado que estava por vir. Não concordo em exercer uma profissão da qual não se tem diploma ainda, por mais que tenha talento e tudo mais, como vejo isso muito forte, alunos do 6º período atuando, passando cartões de visitas onde lá consta Arquiteto e Urbanista... mas no nosso mercado de trabalho tem muito disso, pessoas atuantes sem o devido título, esperamos que com a entrada do CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil) venha ter uma fiscalização. 
 

Bele: E omo você vê essa profissão aqui em sergipe?
Lu: vejo que o mercado está em crescimento e há uma busca maior pela contratação de nossos serviços. O número de arquitetos aumentou muito com a abertura de novas faculdades e turmas em outros horários, se há essa abertura de novas turmas, estão formando mais arquitetos. Só que o que mais se vê são arquitetos atuando nas áreas de projetos de interiores, Arquitetura de edificicações e Urbanismo, estão mais em alta com os arquitetos formados a mais tempo.



Bele: Pelo que você disse, acabam surgindo mais trabalhos pra você nessa área de interiores... você tem vontade de "fugir" disso? como acha que seria essa fuga?

Lu: Sim, os trabalhos que surgem são mais na área de interiores, mas tenho feito alguns trabalhos na área de arquitetura comercial com a qual tenho me identificado muito, além de trabalhar como arquiteto autônomo trabalho como arquiteto colaborador no escritório Murilo Guerra Arquitetura, é onde tenho o maior contato com projetos de grande porte, onde passei 02 anos como estagiário e 02 anos como arquiteto, o que tem me rendido uma grande bagagem e aprendizado profissional. Penso um dia quem sabe, mudar de cidade, ou até mesmo ficar aqui e aos poucos vou conquistando minha clientela e os projetos vão surgindo, prefiro assim, aponta pra fé e rema que um dia chego lá.


Bele: Pois é, acompanho bastante seus trampos com a área comercial e adoro. Mas me diz... Na faculdade se a gente comparasse a uma torta de maçã, acaba comendo 3/4 dela pra projetar a parte técnica e sobra um pedacinho pra pensar no conceito e se deliciar com a ideia em si... você acha que é isso mesmo? Na sua época rolava isso? 
Lu: Então esse lance de conceito sempre era uma confusão, um professor falava uma coisa, outro já tinha uma idéia totalmente diferente. Os professores que ligavam a idéia de conceito e forma pra mim eram os piores, porque os projetos que eram apresentados em sala de aula chegavam a ser bizarros, função que era bom ninguém pensava e só ficava preso a tal da forma. Conceito de projeto para mim é tudo que envolve o projeto, a função, a forma, a técnica.

Bele: Lembro que o tema do seu TFG [Trabalho Final de Graduação] foi bem diferente... pode contar um pouco como foi?
Lu: Eu defini no 5º período que queria fazer algo diferente. Lembro que estava em uma aula de Teoria da Arquitetura com a prof. Dr.a Ana Maria, e alguém falou que teríamos que sair cedo para ir numa rave e para ela, eu era o líder do grupo. Daí ela chegou pra mim e disse q daria um bom tema de TFG, começamos a discutir mais sobre o assunto e fui amadurecendo a ideia. Foi um tema bastante complicado para ser pesquisado, porque havia pouca coisa escrita sobre o assunto, daí tive que recorrer a áreas fora da arquitetura como jornalismo e ciencias sociais, mas no fim quando tudo estava pronto vi que tinha cumprido direitinho com o q tinha me proposto a fazer. 


O título do trabalho é Conexão, Desconexão, Reconexão: A arquitetura fantástica das festas raves, foi a proposta de estruturas efemêras para o espaço de uma festa rave, que podessem ser desmontandas, e montadas em outros locais para a mesma função, ou uma outra função qualquer.





  

          

http://static.ak.fbcdn.net/rsrc.php/v2/y4/r/-PAXP-deijE.gif
Bele: E hoje, você se sente instigado a fazer algo diferente pela e com a arquitetura?
Lu: Pela arquitetura e com arquitetura, gostaria muito de trabalhar com cenários, acho que poderia render muita coisa boa, estruturas efêmeras é uma paixão, que espero por em prática assim que possível. 



Bele: Massa essa ideia de "estrutura efêmera". Realmente acho que tem um campo muito grande aqui em Aracaju, temos muitas festas grandes como a Vooar, que acabou de acontecer e que são muito interessantes, mas que ficariam ainda melhores com um projeto assim. Acho que é isso que falta na arquitetura sergipana: as pessoas entenderem que isso também é arquitetura!
Lu: Verdade, até alguns professores me questionavam disso não ser arquitetuta, arquitetura pra mim é qualquer coisa que você dá função e que uma pessoa possa vir a usufruir, um pedaço de papelão para um morador de rua é arquitetura, pode ser o abrigo temporário dele


Bele: Exatamente! É um olhar da Arquitetura que me encanta, esse... 



Um super obrigada ao Luciano (olha ele aí em cima), adoramos o papo! ;)

7 comentários:

  1. uma colega viu essa entrevista aqui no blog e me indicou. Adorei a entrevista e me deixou cheia de expectativas para começar a estudar arquitetura e urbanismo. Irei começar esse ano e essa entrevista me acrescentou muitas coisas! Parabéns pelo blog e irei começar a acompanhar suas postagens :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dauane! Que ótimo que gostou do blog! O mundo da Arquitetura é encantador, tenho certeza que não vai se arrepender... Tô tenando postar mais coisas sobre esse universo por aqui, se tiver mais ideias e sugestões fala, viu? Beijos!! Bele.

      Excluir
  2. Oi Isabele, eu não sei se você irá ler meu comentário pois este post é muito antigo. Mas eu gostaria do contato do Luciano sou estudante de arquitetura e me encontrei com a ideia do TFG dele. Quero seguir para área de artes visuais e cenografia e este tema só irá me acrescentar!! Pode me passar o contato? Meu nome é Rebecca Lucas meu face é https://www.facebook.com/rebecca.lucas.566 meu email é rebeccalucas@uol.com.br
    Obrigada, aguardo ansiosa!!!

    ResponderExcluir
  3. muito bom o trabalho!!! mas que programa foi usado?

    ResponderExcluir
  4. muito bom o trabalho!!! mas que programa foi usado?

    ResponderExcluir

  5. Adorei!! O meu TCC tbm é estruturas efêmeras para raves. Só que busquei uma inspiração voltada para um formato europeu, tipo tomorrowland. Gostaria mto de entrar em contato com o Lucioano pq preciso saber quais plugin ele utilizou no sketchup

    ResponderExcluir

Vitrine

Mercado Xique Blog

www.mercadoxiqueblog.com | Copyright - Todos os direitos reservados | All rights reserved

Join Us