Mercado Xique Blog

sábado, 21 de maio de 2016

Carta para Ana: sobre onde ela pode enfiar a "santa indignação" dela

Querida Ana, eu queria ser desbocada o suficiente para começar esta carta mandando você enfiar a sua "santa indignação" num lugar bem específico. Li sua postagem sobre a nova campanha da C&A e senti algumas coisas por você, dentre elas: pena, nojo e "indignação". Olha, como temos algo em comum, não é mesmo? 

Eu gostaria de te contar o quanto eu amo Deus e como ele se fez presente na minha vida em vários momentos, inclusive quando eu fiquei sabendo que o meu ex-namorado decidiu ficar com um namorado. Vou tentar ser breve, mas gostaria muito que você soubesse um pouquinho da minha história. Nós nos conhecemos quando tínhamos 12 e 16 anos. Criamos uma companhia de dança juntos, rodamos o país dançando, nos descobrimos sexualmente, nos descobrimos como pessoas e vivemos momentos incríveis juntos. Isso durou uns 7 anos. Foi quando decidimos nos separar, não nos gostávamos mais. Sabe o amor? Sim, eu o amo. Amo ver como hoje ele é feliz com o namorado dele, amo todos os meus amigos e amigas que decidem escolher alguém do mesmo sexo para casar e rezo todos os dias para que o amor seja pleno sobre todas as coisas mesmo diante desse caos, mesmo diante das suas palavras (nojentas). 

Não tenho como julgar sobre sua educação ou sobre as coisas que você viveu. Mas te digo, fique sempre atenta. Eu me permiti ficar sempre atenta, pois sou um ser humano e vez ou outra o preconceito é um bichinho que aparece e dá aquela mordidinha na gente. Na real, a gente tem medo do que é diferente do que a gente sempre vê no espelho todo dia. Uma menina negra com um black bem grande (e lindo), um cara sem uma perna na balada, uma mulher que tem vitiligo e até uma atriz que já esteja com suas ruguinhas e aparece na novela das nove já desperta algum comentário na sala "vixi, tá ficando velha, né?". 

É Ana, somos diferentes e isso é lindo, viu? É uma pena que você viva tanto tempo iludida achando que tem Deus no coração. Esse Deus aí definitivamente não é o mesmo que eu converso todos os dias em silêncio. Prometo que quando eu conversar com ele hoje, vou pedir pra que ele sussurre no seu ouvido sobre como o amor é lindo. Vou pedir pra que ele te mostre como "a verdade imutável da palavra" dele é exatamente: "ouse, misture". Vou pedir que ele te dê filhos homosexuais e heterosexuais pra que eles te ensinem o que é amor sob todas as formas.  

Eu aqui dos meus 25 anos tenho fé que você, aos seus 40, ainda tenha tempo pra repensar e amadurecer cada palavrinha feia que deixou registrada esses dias no Facebook. Ana, mulher, você é bonita, tem milhões de pessoas que te seguem, tem uma família, deixa de ser egoísta e deixa o povo ser feliz! Queria um dia poder te encontrar e te dizer tudo isso pessoalmente. Gostaria muito também de poder conversar com seus filhos, que devem ser mais maduros que você. Gostaria de não tomar mais um susto lendo uma postagem tão surreal (essa é a única palavra que me vem à mente) como a sua e que, infelizmente, reflete o que pensa uma pessoa que existe também fora das redes sociais (é surreal saber que existe).  

Por sorte, existem C&A´s com campanhas que nos mostram o amor real, existem Target´s que deixam os banheiros sob a escolha do gênero de quem o utiliza, existem histórias como a minha e como a do meu ex-namorado. Olha, estamos todos muito felizes, viu? Abre um sorrisinho, mulher, esse carão da foto não colou não. 

Um abraço e fique com Deus,
Bele.  

Ps.: Desculpem, não consegui tirar esse treco branco do texto, mas decidi postar mesmo assim. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vitrine

Mercado Xique Blog

www.mercadoxiqueblog.com | Copyright - Todos os direitos reservados | All rights reserved

Join Us